Coral Plaza Blog

Natal - Cidade do sol
17 set

Cajueiro de Pirangi: como conhecer uma das jóias de Natal

Se você vai a Natal, um dos passeios imperdíveis é o Cajueiro de Pirangi, um dos maiores cajueiros do mundo. Natal é uma cidade repleta de belezas naturais, como o Morro do Careca e a Praia de Ponta Negra, mas o cajueiro não fica atrás. Andar no meio de seus troncos grossos e embaixo de sua copa colossal com certeza ficará na sua memória para sempre.

Quer saber mais sobre o cajueiro? Então se liga nessas curiosidades!

Muita história pra contar

O cajueiro foi plantado em 1888 pelo pescador Luís Inácio de Oliveira. Infelizmente o pescador não viu a árvore virar o que é hoje, mas em 1955, o cajueiro já ocupava dois mil metros quadrados de área, sendo até apelidado pela revista nacional “O Cruzeiro” de “O Polvo”, por conta de seus troncos e galhos retorcidos.

Não se sabe exatamente o porquê do cajueiro crescer tão extraordinariamente, mas a hipótese mais aceita é que seja devido a duas anomalias genéticas: os galhos não crescem só para cima, se virando para baixo e para os lados também. Além disso, os galhos que tocam o chão criam raízes e recomeçam o processo de crescimento.

Hoje o cajueiro ocupa 8500 metros quadrados e não para de crescer. Ele começou a atravessar a rua, então a prefeitura colocou um caramanchão para que os galhos fiquem suspensos e não atrapalhem a via. A poda é uma polêmica bem discutida em Pirangi, já que alguns moradores defendem que ela precisa ser feita, enquanto outros advertem que a poda pode dar ainda mais força ao crescimento da árvore.

Beleza que não acaba mais

O passeio pelo cajueiro é divertido e muito surpreendente. Lá “dentro”, você vai se sentir como se estivesse andando por uma floresta que fosse cenário de algum filme de ficção, sendo que é difícil não esquecer que aquilo tudo faz parte da mesma árvore.

Na época do fruto, no segundo semestre, os turistas podem comer e tomar o suco do caju. E tem para todo mundo: o Cajueiro de Pirangi produz cerca de 80 mil cajus por safra, o que corresponde a mais de duas toneladas da frutinha, o mesmo que a produção de 70 cajueiros comuns. Loucura, não?

Caminhando pelas passarelas sobre os galhos, você vai poder ler curiosidades nas plaquinhas e ouvir as histórias contadas pelos guias. Além disso, um mirante permite que você aviste a copa de cima e, provavelmente, é só nesse momento que você vai ter ideia da extensão total da árvore.

Como chegar ao cajueiro

Pirangi fica no litoral sul, a 25 km de Natal. O trajeto é simples e pode ser feito de carro ou de ônibus. Muitos ônibus saem por dia de Ponta Negra e deixam os turistas bem na entrada da atração.

Na entrada você vai encontrar lojinhas de artesanato, doces e lembranças, e logo a frente está a Praia de Pirangi do Norte, que certamente também vale o passeio.

E aí, curtiu conhecer um pouco mais sobre o Cajueiro de Pirangi? Então, agora que tal começar a planejar sua viagem para Natal escolhendo um hotel

 

Leave a Reply